ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Energia

Governo destaca capacidade de modernização da Copel

Quarta-feira, 23 de janeiro de 2019


O governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve nesta terça-feira (22) na estrutura da Copel em Pinhão, na região Centro-Sul do Paraná. Ele foi à Usina Governador Bento Munhoz da Rocha Netto, a maior da Copel, com 1.676 MW de potência. Também esteve no Jardim Botânico, que abriga uma das mais completas coleções de plantas de clima temperado do Paraná e uma das melhores do Brasil, reconhecida nacional e internacionalmente.

Ratinho Junior destacou a importância da usina, que completa 40 anos no ano que vem, e a permanente modernização da Copel. “A Copel não para de se modernizar. Isso é uma grande vantagem da empresa e de seu corpo técnico, que sempre estão pensando em evoluir”, disse. “Viemos conhecer uma turbina que está sendo reformada para entrar com uma nova tecnologia que vai aumentar a capacidade de geração da usina. Isso demonstra que a Copel está sempre se reinventando e investindo para levar energia de qualidade até a casa das pessoas”, afirmou.

A usina está localizada no Rio Iguaçu, a 240 quilômetros de Curitiba. Começou a operar em 1980, então denominada Foz do Areia. Sua construção provocou a desativação da Usina Salto Grande do Iguaçu, primeiro aproveitamento no Rio Iguaçu, que funcionou de 1967 a 1979.

O nome atual da usina é uma homenagem ao Governador Bento Munhoz da Rocha Netto, que liderou o Paraná de 1951 a 1955 e promoveu muitas obras importantes, como a construção do Centro Cívico de Curitiba e a criação da Copel, em 26 de outubro de 1954.

O presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero; o diretor de Geração e Transmissão da empresa, Sérgio Lamy; o chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Guto Silva; o secretário estadual do Planejamento, Valdemar Bernardo Jorge; e o deputado estadual Hussein Bakri acompanharam o governador.

JARDIM BOTÂNICO – O governador também conheceu o Jardim Botânico de Faxinal do Céu, localizado na vila que abrigou os operários responsáveis pela construção de Usina Bento Munhoz da Rocha. Na década de 1970, antecipando-se a qualquer exigência por parte de Órgãos Ambientais, a Copel criou a assessoria de ecologia, com o objetivo de desenvolver projetos florestais para recuperação das áreas degradadas pelas obras de construção de usinas hidrelétricas.

Ao longo dos anos, foram além e promoveram a recomposição e enriquecimento paisagístico do canteiro de obras, vilas residenciais, acessos e áreas adjacentes às principais instalações da usina.

Em Pinhão, inicialmente foi implantado o Horto Florestal de Faxinal do Céu, atualmente denominado Jardim Botânico. Em seguida foram desenvolvidos os Hortos de Segredo (Usina Governador Ney Braga) e Caxias (Usina Governador José Richa), que representam com fidelidade as formações florestais que ocorrem ao longo do Rio Iguaçu, demonstrando a gradação do clima mais frio e úmido para o quente e seco.

O Jardim Botânico de Faxinal do Céu e os Hortos de Salto Segredo e Salto Caxias são um verdadeiro “berçário” verde, que podem produzir anualmente cerca de 300 mil mudas, entre espécies nativas e exóticas. São 18 hectares de área manejada, onde são cultivadas cerca de 800 espécies de plantas exóticas e nativas.

As mudas são usadas para plantios promovidos pela Copel por meio dos programas Florestas Ciliares e Florestas Urbanas, além de serem utilizadas como instrumento de educação ambiental em datas comemorativas relacionadas ao meio ambiente.

Na Usina Governador Bento Munhoz da Rocha Netto a imbuia, o pinheiro-do-paraná e as belas flores de açucenas ganham destaque, a fim de compensar o desaparecimento a que estão sujeitas estas espécies em praticamente todo o Estado.

 

Fonte: AEN-PR

 Outras Notícias

HORÁRIO DE ATENDIMENTO: Segunda à Sexta-Feira, das 08h00min às 12h00min e das 14h00min às 17h00min

Última Atualização do site:  19/06/2019 16:10:09